Aos Alunos, Pais e Encarregados de Educação,

O 3º Período iniciou no passado dia 14 de abril como previsto, continuando a ser apenas em formato a distância.

Seguem alguns esclarecimentos que consideramos importantes nesta fase de pandemia que o mundo atravessa:

 

1. Aulas Presenciais

Não haverá o regresso a atividades letivas presenciais para os Cursos Profissionais e CEF, no presente ano letivo.
 

2. Formação em contexto de Trabalho (FCT), PAP e PAF

As dimensões que mais nos inquietam em termos letivos, prendem-se com a FCT, as PAP e as PAF, no caso dos CEF.

Entendemos que, sobretudo no caso dos alunos que se encontram no ano terminal do seu ciclo formativo, a escola deve dinamizar um trabalho pedagógico que contribua para o alcance dos objetivos definidos na formação.

Nos restantes casos, dependendo das circunstâncias, os alunos que se encontram no primeiro ou segundo anos, será possível reajustar as horas de FCT para o ou anos letivos seguintes.

Quanto às PAP e às PAF, assume-se que a sua apresentação deverá ser feita à distância, salvaguardando as dimensões específicas, nomeadamente quanto à constituição de júri que deverá contar com o número mínimo de membros previstos na legislação ou seja com, pelo menos, um representante das associações patronais e/ou sindicais.
 

3. Assiduidade e validação das frequências

Sempre que estejam garantidas as condições para a manutenção das atividades letivas à distância, que viabilizem a continuidade do processo de ensino e de aprendizagem dos alunos, podem ser sumariadas, produzindo naturalmente efeitos ao nível da contabilização das horas de formação.

No que se refere aos registos da assiduidade importa ter em conta que a metodologia do ensino a distância assenta no desenvolvimento das atividades de forma síncrona e assíncrona, o que significa que:

a. há momentos em que os formandos estão em contacto direto com os formadores e não tem que ser com todos os da mesma turma ao mesmo tempo;

b. há um outro conjunto de horas em que os alunos desenvolvem os trabalhos de forma autónoma ao longo do dia ou dias.

4. Acesso ao ensino superior

Como consta de Decreto-Lei, cada aluno só realiza os exames de que necessita para acesso ao ensino superior, existem duas situações:

a. Acesso direto aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTESP) ou a licenciaturas, através do concurso especial de vagas criadas pelas Universidades e Politécnicos para os alunos que frequentam o ensino profissional. Nestes casos, os alunos não têm que fazer qualquer exame ou prova específica;

b. Quanto ao acesso ao concurso geral, os alunos deverão fazer exame à(s) disciplina(s) prevista(s), no conjunto das referidas 22, para aceder ao curso pretendido.


Estes são os aspetos que consideramos relevante clarificar.

A tarefa que temos pela frente é complexa, desafiante e ao mesmo tempo estimulante. Estamos todos desafiados a fazer o melhor possível dentro dos constrangimentos existentes para assegurar um processo de ensino aprendizagem que permita motivar os alunos e garantir a continuidade no próximo ano para quem prossegue e concluir para os alunos que estão a chegar ao fim deste seu atual ciclo formativo.

 

A Direção

 


 

 

 

Horários 3º período (para ensino à distância)

 


 

Informação

 

Informamos que a Escola Profissional Beira Aguieira se encontra encerrada, mantendo-se aberta apenas a docentes e não docentes necessários para continuidade de procedimentos administrativos e pela limpeza, manutenção e vigilância dos espaços.

Qualquer assunto urgente deve ser tratado através do email geral@beira-aguieira.pt ou do telefone 239 470 270.


 

Suspensão de todas as atividades letivas e não letivas

 

Face aos desenvolvimentos do contágio pelo novo coronavírus em Portugal e, de acordo com as orientações das autoridades competentes, informamos que todas as actividades letivas e não letivas se encontram suspensas nas escolas, a partir da próxima segunda-feira, dia 16 de março.

 

Chamamos a atenção de que estamos em presença de uma interrupção das actividades letivas presenciais e não de qualquer prolongamento de férias escolares.

 

O fim das actividades letivas não significa que não possam e devam continuar a estudar e a cumprir o plano de estudos, até ao início da regular interrupção das actividades letivas, decorrente das chamadas férias da Páscoa.

 

Desta forma, foi decidido fechar as Escolas a nível nacional, assegurando que entram apenas os trabalhadores da instituição e, caso se revele necessário, representantes da autoridade de Saúde.

 

As atuais medidas têm como horizonte o dia 9 de Abril, altura em que serão novamente avaliadas.

 

O 3º Período terá início no dia 14/04/2020, salvo indicação em contrário.

 

Continuaremos atentos e a acompanhar a par e passo o evoluir desta situação de crise de saúde pública apelando ao profissionalismo e dedicação de todos, esperando que este flagelo se debele no mais curto prazo possível.

Penacova, 13 de Março de 2020


Informação dirigida aos encarregados de educação e famílias – COVID-19

 

Caras Famílias,

 

Como é do V/ conhecimento o novo coronavírus, COVID-19, tem vindo a ser alvo de acompanhamento sistémico pelas autoridades de saúde internacionais, e nacionais, que, no caso dos estabelecimentos de educação está a ser realizado diretamente pela Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares em estreita articulação com a Direção Geral de Saúde.

Neste contexto, a Escola Profissional Beira Aguieira está a implementar um conjunto de medidas, preventivas e desenvolveu um Plano de Contingência que será acionado em caso de necessidade.

Neste contexto, a partilha de informação das famílias representa um fator importante na prevenção e contenção deste novo vírus.

Assim, solicitamos que, se alguma família e jovem que frequenta a Escola, regressem de uma área com transmissão comunitária ativa do novo coronavírus, como o Norte de Itália, China, Coreia do Sul, Singapura, Japão ou Irão informe diretamente a Direção da Escola (geral@beira-aguieira.pt) por forma a analisar em função da evolução do vírus, em conjunto com as autoridades supra referidas, a integração em contexto escolar.

Aproveitamos para reiterar que, nesta fase, e de acordo com a informação veiculada pelas fontes oficiais, o foco da nossa ação deverá estar centrada na boa conduta de higiene pessoal, dos equipamentos e dos espaços e na minimização de possíveis fontes de transmissão.

Informação

Às crianças, jovens e adultos que regressem de uma área com transmissão comunitária ativa do novo coronavírus, como o Norte de Itália, China, Coreia do Sul, Singapura, Japão ou Irão, a Direção-Geral da Saúde informa que à data, seguindo orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), não existe recomendação para evicção escolar ou profissional, ou necessidade de isolamento.

 

No entanto, aconselha-se, nos próximos 14 dias:

• Estar atento ao aparecimento de febre, tosse ou dificuldade respiratória;

• Medir a temperatura corporal duas vezes por dia e registar os valores;

• Verificar se alguma das pessoas com quem convive de perto, desenvolvem sintomas (febre, tosse ou dificuldade respiratória);

• Caso apareça algum dos sintomas referidos (no próprio ou nos seus conviventes), não se deslocar de imediato aos serviços de saúde;

• Telefonar antes para o SNS24 (808 24 24 24) e seguir as suas orientações.

 

Recomenda-se também:

• Lavar frequentemente as mãos, com água e sabão, esfregando-as bem durante pelo menos 20 segundos;

• Reforçar a lavagem das mãos antes e após a preparação de alimentos, antes das refeições, após o uso da casa de banho e sempre que as mãos estejam sujas;

• Usar, em alternativa, para higiene das mãos, uma solução à base de álcool;

• Usar lenços de papel (de utilização única) para se assoar;

• Deitar os lenços usados num caixote do lixo e lavar as mãos de seguida;

• Tossir ou espirrar para o braço com o cotovelo fletido, e não para as mãos;

• Evitar tocar nos olhos, no nariz e na boca com as mãos sujas ou contaminadas com secreções respiratórias;

• Nos 14 dias após o regresso: o promover o distanciamento social, nomeadamente, não permanecendo em locais muito frequentados e fechados, sem absoluta necessidade (exceto atividades letivas e profissionais); o evitar cumprimentos com contacto físico.

 

A evolução da situação pode ser acompanhada em www.dgs.pt.

Estas medidas enquadram-se na Emergência de Saúde Pública Internacional declarada pela OMS, na sequência da epidemia por um novo coronavírus. Os Países aumentaram a sua vigilância para diagnosticar rapidamente possíveis novos casos de COVID-19.

 

Pode consultar o PLANO DE CONTINGÊNCIA COVID- 19 aqui.

Contamos com a V/ melhor colaboração.

Cumprimentos,

Teresa Matos

(Diretora Geral da EBA)

 


CORONAVÍRUS 2019-nCov

 

 

 

 

 

Rua Costa do Sol, nº 2

3360-327 Penacova

geral@beira-aguieira.pt

239 470 270

 

Todos os dias úteis das 9h00 às 17h30